União Altaneira – Carnaval 2018

O Baile Altaneiro

Carnaval – 2018 – O Baile Altaneiro

O baile vai começar venha para a grande festa o traje tanto faz, pode ser a fantasia , mascarado, gala ou a rigor, venha a vontade e com vontade de ser feliz, porque aqui celebramos a vida com alegria e amor, sem intolerância, preconceito seja qual for.

Sobre o tipo de baile tem de tudo um pouco, pode dançar a lenta abraçado, fazer passinho, funk, Black, charme, samba, samba reggae, havaiano, pode tudo. A pista e a rua , a batucada o dj, acompanhada por uma  orquestra de cavacos, violões e vozes.

Venha para o baile altaneiro, onde daremos um baile na tristeza espantando tudo que tem de ruim para bem longe, celebrar a beleza da vida sem nada a temer, baile de paz baile de alegria e carnaval e a emoção contagia.

SAMBA ENREDO 2018
(Carla Vizeu, Daniel Bueno, Samuel Bussunda)

Vem amor
O baile vai começar
Esqueça a dor
E tempo de amar
Vem pra rua fazer zueira
Com a união que é altaneira

Vim te convidar
Abro as portas do salão
A alegria vai te contagiar
Fazer você dançar e cantar.
vem sem medo
A rua é a pista
O bailado é altaneiro.

Bateria solta o som
A orquestra vai tocar
E os caretas vão se afastar.

É samba amor
O baile funk também chegou
São dois pra lá dois pra cá
Nesse passinho vou te alucinar.
Dando um baile na tristeza
Até o dia clarear.
Quando as máscaras caírem
Nem tudo vai se revelar.

O salão é na avenida
Embalando a multidão
Carnaval festa da vida
Vem pro baile da união.

 

 

 

Baile do Asfalto UA – Samba reggae 2018 (Magué)
(Maíra Guedes)

Em                          Bm          F6                            Em
Tá formado o baile da União, batucada pisada no chão
Am                    F#ᶲ       B7     Em
No asfalto, cordão Altaneiro é tradição
Em                            Bm                   F6                                          Em
Sonhos vivos vem do Barracão, grande casal com as bandeiras nas mãos
Am                                     F#ᶲ      B7   Em
Mãe e Pai,    vem guiando com amor os foliões

Em                         D7                        C7                     B7
Abre o peito em fé, que o movimento é na Maré
Em                D7                  C7                     B7
Braços a sorrir, que é proibido proibir
(B7  Bb°  Am7)

Em                    Bm                Em                              G7
Cadenciado em ritmo quente, o batuque que inspira a gente
C                          D7                         G  (F#ᶲ      B7)
Força e pulsação, nesse baile é que eu vou
Em                                  Bm                Em
Não temos máscara, quem rege a pista traz a garra
G7                C
Apitando o Bloco e Ala musical,
D7                 Am
Só se joga na geral

Refrão 2x

                         Em                             G
Se toca o tambor, vai ter que bailar,
                        Am                                         D7                      G     (F#ᶲ    B7)
fantasia em festa, batucada que te embala até o sol raiar
                         Em                            Bm
Se toca o tambor, vai ter que bailar,
                          Am                                    C7                  B7       Em
Carnaval te espera, Alcalina é que te leva a se contagiar

 


(Franco Glavão e Alberto dos Santos)

Samba dedicado a mestra Marina Tenório

União
Saudade que rasga no peito
É tanto samba feito e desfeito
Parece impossível explicar

União
Invade envolvente a avenida
E dá aquele frio na barriga
Cadência mareja o olhar

2x

O novo vai nascer
Crê
Na força do irmão
Não
O mal terá seu fim
Sim
Convoco meu Axé
 

 

“Acho é poco!”
Sheilinha Pimentinha &
Leandrão Safadão

Duas linhas paralelas
Marcam a pista do meu baile
Meu gingado e pelas ruas
Queimo a sola no asfalto
Sou da gira, sou da reza
Sou nascida aqui nos baixos
Sorriso catiço, me ganha, faz todo meu corpo tremer marejado

Meu tambor vai suar, suar
Pra você vir dançar, dançar, dançar
Meu tambor vai suar,  suar, suar,
pra vc vir zuar, zuar zuar

Chego no meu rebolado
Não tenho tempo para mimimi
Tá tudo tão swingado
Sô maloqueira não to nem aí
Um baile tão altaneiro
Vou me acabando nesse carnaval
Tô te secando inteiro
Dança comigo, não me leve a mal

Me pega, puxa, esfrega
E desce até o chão: no carnaval da União.

 

 

Coco Altaneiro Descendo a Ladeira
(Daniel Carezzato)

Ê  Coco descendo a ladeira
Uniåo Altaneira, na rua de novo

2x Mais um ano de mundo girando
E a gente no baile, cantando com o povo

Vem Maré
(coro) descendo a ladeira
União
(coro) Descendo a ladeira
Mãe e Pai
(coro) descendo a ladeira
Barracão
(coro) Descendo a ladeira

 2x Batucada tocando pra frente
Vem junto com a gente União Altaneira

 

 

Afronte!
(Mariana Rocha)

 ce ta querendo né
eu sei que ce quer o afronte
pisou na avenida armada
então toma toma toma
toma essa agogozada
toma toma toma
toma essa agogozada
toma toma toma
toma essa agogozada
desaforada

vem treme treme treme
vem treme treme treme treme
treme treme treme

vem treme no ganza
sarra no primeira
quebra no tamborim
desce com o altaneira

desce / vai desce / vai
desce com o altaneira
chão / no chão

rasta então quica essa raba no chão
rasta que rasta que rasta
joga pra cima
raba no chao

 

rasta que rasta que rasta
rasta então quica essa raba no chão
rasta que rasta que rasta
joga pra cima
raba no chao

só mina braba slk
pega a visão desse baile, viado

bem a vontade
todas donzela
bateria no beat pesado
senta essa mao no grave
rebate na raba delas
senta essa mao no grave
bate com força na raba delas
senta essa mao no grave
bate que bate na raba delas

olha a cara daquele mano ali
é recalque que fala ne?

e o recalque dos fiotin
e o recalque dos bebezin
segura essa mao
nao te vi pedir pra mim
vai senta senta senta
senta la no seu quadradin
senta senta
senta la no seu quadradin
senta senta
senta la no seu quadradin

 

EVENTOS CARNAVAL 2018